6 de junho de 2009

Ansiedade

Bem pessoal começo hoje uma série de artigos sobre a "doença desse século", a ANSIEDADE, vamos relembrar sobre o que causa, como evitar, enfim a medida que iremos lendo e estudando sobre, analizarmos se estamos tendo esta característica em nossa vida.

Este é o primeiro da série.







Ansiedade é uma combinação complexa de sentimentos de medo, apreensão e preocupação, geralmente acompanhada de sensações físicas como palpitações, dor no peito e/ou falta de ar. Ansiedade pode existir como uma desordem cerebral principal, ou pode estar associada a outros problemas médicos incluindo desordens psiquiátricas.


Um caso crônico recorrente de ansiedade, que afeta seriamente a vida da pessoa, pode ser diagnosticado como desordem de ansiedade. As mais comuns são:


  • desordem generalizada de ansiedade,

  • síndrome do pânico,

  • desordem de ansiedade social,

  • fobias,

  • desordem obsessiva compulsiva e

  • desordem do Pós-Stresse Traumático .

Nota:
Perturbação Pós-Stresse Traumático (PPST) - A PPST é caracterizada por uma história de exposição a um trauma (definido como uma situação que envolve experiências de morte, perigo de morte, lesão significativa ou risco para a integridade, do próprio ou dos outros em que a resposta do indivíduo envolveu medo intenso, horror ou sensação de impotência) e pela presença de três tipo de sintomas:


  • Revivenciar a experiência traumática (pensamentos intrusivos, pesadelos recorrentes, “Flashbacks”, sentir ou agir como se o acontecimento ainda estivesse a ocorrer, angústia intensa quando exposto a pessoas, locais ou conversas relacionadas com o evento);

  • Evitamento e embotamento afectivo (evitamento de situações ou pessoas relacionadas com o trauma, diminuição do interesse na maioria das atividades, sentimento de “desligamento dos outros”, incapacidade de sentir, amnésia para partes do trauma);

  • Hipervigilância (problemas de sono, irritabilidade, raiva, dificuldades de concentração, “Reacção de alarme” hiperactiva).

Diagnóstico da ansiedade


Um bom histórico médico e exame físico são essenciais para o diagnóstico inicial de qualquer desordem de ansiedade, a fim de excluir qualquer outra condição médica significativa e tratável que poderia estar causando os sintomas. Histórico familiar de desordens de ansiedade, ou outra doença psiquiátrica, fortalece os indícios para um caso de desordem de ansiedade.Uma vez que há grande associação entre ansiedade e outros problemas psiquiátricos, incluindo abuso de drogas e depressão, o exame médico deve incluir a verificação de sinais de uso de drogas intravenosas ou episódios anteriores de auto-flagelação.


Abraços,


..fonte ->


Um comentário:

sofia disse...

Olá.
Realmente, ansiedade as vezes é algo que nos paralisa qndo em excesso, temos que aprender não deixar ela nos dominar.Estava fazendo uma pesquisa na net sobre o assunto e achei o seu blog muito informativo, um site q tbm achei bem informativo se chama: www.priscilamonteiro.psc.br

NO CAMPO DA MENTE É QUE NÓS NOS DECLARAMOS DERROTADOS OU VITORIOSOS.